Inicio   I   3 Fatores   I   Conferências   I   Salas de conferências   I   Biblioteca   I   Estudos    I   Links


Conhecimento de Si Mesmo - Conferência Nro 17

voltar atrás

Os três fatores para a revolução da consciência


Esta conferência é a síntese de todo o trabalho para a Auto-Realização do nosso Ser. Para poder revolucionar-nos contamos com três forças. A do Pai, a do Filho e a do Espírito Santo. Porém devemos entender o que isso significa:
O Pai é a Sabedoria. É o princípio de tudo.
O Filho representa a Justiça.
O Espírito Santo é o Poder.

 O Pai é a Sabedoria e se manifesta em nós quando ensinamos ou quando nos sacrificamos pelos demais. A isto chamaremos "O Sacrifício pela Humanidade".
 O Filho tem a cargo a Justiça,
 isto quer dizer que o objetivo desta parte do nosso Ser é liberar e equilibrar. E se manifesta quando liberamos a nossa Consciência mediante a Morte Psicológica.
 O Espírito Santo: é a Mãe Divina, a Energia Criadora. E nos dá o Poder de criar os nossos corpos através do sexo e o sábio uso da energia. A este procedimento chamaremos: Nascimento.

Estas três partes do nosso Ser farão a Revolução da Consciência quando trabalharmos com alguma atividade relacionada com cada uma delas:

▪ O primeiro fator será o Nascer
▪ O segundo fator será o Morrer 
▪ O terceiro fator será o Sacrifício pela Humanidade

Primeiro fator: NASCER

Se entende por Nascimento Espiritual a criação dos Corpos Existenciais do Ser.
Dissemos criação dos Sete Corpos, pois devem ser criados da mesma forma como se criou o corpo físico no sexo, porém sem fornicação.
Para Nascer é necessário ter um cônjuge estável para que se possa fazer o trabalho no sexo em forma permanente. Deve ser um apenas, não podem ser vários, pois isto adulteraria o trabalho. O cônjuge deve estar disposto a colaborar e conhecer o trabalho que será feito.
Para este trabalho devemos aprender a valorizar a Energia Criadora Sexual, pois com ela faremos toda a criação.

O lugar onde se pratica o Supra-sexo é o leito nupcial ou altar, este lugar é muito especial e devemos cuidá-lo de forma adequada para que não se mesclem outras forças. O quarto ou alcova deverá estar em magníficas condições de asseio e ventilação, livres de ruídos (música estrondosa) e televisores. Não podem estar dormindo mais pessoas no mesmo quarto. O Supra-sexo não se pode praticar em qualquer lugar, é necessário ter um aposento destinado para isso.

Antes de iniciar a prática de nascimento devemos fazer uns preparativos:

▪ Conjuração do Belilim e Círculo Mágico (para ficar protegidos das forças do Mal).
▪ Súplica ao Pai e a Mãe Divina para que nos assistam durante a prática.
▪ Carícias entre esposos para lograr uma magnífica lubrificação da Yoni (Vagina) e uma perfeita ereção do Lingam (Pênis).
▪ Penetração do lingam dentro da Yoni (pênis dentro da vagina).
▪ Uma vez unidos sexualmente são necessárias a Concentração, a Imaginação e a Vontade.
▪ Procedimento respiratório para a transmutação da matéria em energia.
   - Inalação - por 20 segundos- imaginando a entrada de ar pelo nariz até os pulmões e depois até as glândulas sexuais. 
   - Retenção - por 20 segundos- imaginando o ascenso de um fio dourado desde o cóccix até a glabela.
   - Exalação - por 20 segundos- mantralizando lento e alongando as vogais IIII, AAA,OOO, uma por uma, repetindo todo o procedimento respiratório para cada vogal.
▪ A prática se prolongará durante o tempo que o casal desejar, porém devem retirar-se sem ejacular ou derramar a Energia Criadora Sexual.
▪ A prática deve ser realizada uma só vez por noite, ou seja: mínimo de 22 horas de intervalo.
▪ Com paciência, prudência e perseverança, se irá avançando vértebra por vértebra e corpo por corpo.

Segundo Fator: MORRER

A morte Psicológica se refere a liberação da Essência ou Energia Criadora Sexual, que, por estes momentos se encontra condicionada no eu psicológico ou nas formas de ser de si mesmo.
Para poder iniciar o processo da morte Psicológica, devemos aprender a auto-observação de si mesmo e isso é uma das coisas mais difíceis pela mecanicidade em que nos encontramos.
É necessário saber diferenciar os atos do ego, da personalidade e da consciência.

O que se pode observar no mundo interior:

1 - Os distintos pensamentos
2 - As conversações internas entre os eus
3 - As emoções agradáveis
4 - As emoções desagradáveis
5 - Os estados de ânimo em que nos encontramos
6 - As reações mecânicas
7 - Tudo o que nos altera, qualquer situação do mundo físico

Quando descobrimos qualquer destas manifestações e temos consciência do que acontece interiormente; logo suplicamos à Mãe Divina que desintegre o defeito ou o Eu que se manifestou.
Na medida em que trabalhamos com seriedade, com este procedimento, iremos liberando a Essência, equilibrando os nossos centros e despertando Consciência. Veremos detalhes cada vez menores e insignificantes, o que nos permitirá ver o avanço.
O sentido de Auto-Observação, de forma progressiva, se tornará cada vez mais agudo, na medida em que o usamos, até que despertemos completamente.

Exemplo: Vou dirigindo pela rua tranquilamente, ao chegar na esquina, outro veículo me bloqueia. Se neste momento não me identifico com o que esta acontecendo, poderei observar tudo o que sucede no meu interior, vejamos:

▪ Aparece um eu que diz: chame-o de "estúpido"
▪ Outro que diz: Insulta a mãe dele
▪ Outro: O que pensa que é?
▪ Outro: devemos alcançá-lo!
▪ Observo que tenho vontade de brigar.
▪ Observo que o meu Centro Emocional está contraído
▪ Observo que um eu quer vingança.
▪ Me pergunto quem lhe ensinou a dirigir.
▪ Penso: "tomara que se arrebente!!"
▪ Não consigo deixar de pensar nisso
▪ Que irresponsável!! Diz o outro Eu.
▪ Outros eus fazem comentários do que aconteceu.
▪ Sinto ressentimento pelo que aconteceu.

Algum tempo depois ainda continuo lembrando o acontecimento

▪ Ainda tenho ira
▪ Não posso esquecer o que aconteceu
▪ Me sinto debilitado

Cada uma destas manifestações são produzidas por um Eu diferente e devo suplicar à Mãe Divina que os elimine. 
Outros exemplos:
Passa por mim uma formosa dama. Se estiver em auto-observação descubro eus em minha cabeça que a idealiza. Se observo o Centro Emocional me sinto atraído ou enamorado por ela, se observo o Centro Instintivo e o Centro Sexual noto uma atividade mórbida inconfundível. O que tenho que fazer? Ao observar que a idealizo, peço morte para este detalhe. Ao observar que estou enamorado, peço morte para este sentimento e ao observar a sensação instintiva peço morte para este eu. Se qualquer destes detalhes continua persistindo, continuo pedindo à Mãe Divina que os elimine até que não aflore nenhum.

A Este procedimento se denomina Morte em Marcha, implica em estar durante todo o dia em vigília para poder perceber cada detalhe.
Se reflito um instante sobre os distintos eventos do dia e os estados que me encontrava, poderei fazer novos descobrimentos e continuar pedindo a Mãe Divina que elimine cada coisa ou detalhe que vou compreendendo. A este procedimento se denomina Morte Reflexiva. E ajuda a liberar grandes quantidades de Consciência.


Terceiro Fator: O SACRIFÍCIO PELA HUMANIDADE

O Sacrifício pela Humanidade é levar este conhecimento de forma desinteressada a toda a humanidade, sem distinção de nenhuma espécie, seja de raça, credo ou posição social.
O Conhecimento deve ser entregue sem receber nada em troca, completamente gratuito, do contrário não seria sacrifício e sim comércio. Ninguém teria com o que pagar este conhecimento
A Sabedoria é o princípio de tudo. Se não a recebemos, morreremos ignorantes da razão mesma de existir. Se refletirmos nisto e valorizamos o Conhecimento que temos perceberemos a responsabilidade que isto representa. Imaginar que todos os nossos irmãos dormem, sem saber sequer porque existem. Produz terror.
O Conhecimento há de ser entregue puro e limpo, sem acrescentar ou extrair nada, sem mesclar com conhecimentos pseudo-esotéricos ou subjetivos.

Algumas razões para sacrificar-nos pela humanidade:

1 - A razão de Ser do Ser é o mesmo Ser.
2 - Desegoistizar, deixar de ser egoísta
4 - Uma obra de amor se alimenta com amor
5 - Cada eu tem a sua própria dívida, se não temos com que pagar nos estancaremos.
6 - Quando alguém deve muito, precisa ter bons ingressos.
7 - Quando uma pessoa se sacrifica pela humanidade, recebe Dharma.
8 - O Sacrifício gera méritos do coração para poder avançar.
9 - Do que se dá se recebe. Quem nada dá nada recebe.
10 - Quem dá sabedoria, recebe sabedoria.
11 - Quem tem e não dá, o pouco que tem lhe será tirado.
12 - Os méritos do coração nos permitem avançar no trabalho de nascimento.
13 - Se alguma pessoa ensina, cada vez que ensina compreende algo melhor.
14 - O egoísta avança muito lentamente, se é que avança.
15 - Cada vez que ajudamos ao Pai a dar o conhecimento, Ele nos ensina algo.
16 - Cada vez que repetimos o temário o compreendemos melhor.
17 - Se estamos ensinando, iremos criando um centro de gravidade ao redor do Trabalho esotérico
18 - Se deixamos de ensinar, nos estancamos e nos esfriamos nos outros dois fatores 
19 - Os distintos eus querem que esqueçamos este trabalho. Se não ensinamos, isso passará.

Várias formas de Sacrifício pela Humanidade:

1 - Convidando familiares, amigos e conhecidos
2 - Convidando aos desconhecidos
3 - Distribuindo panfletos e colando cartazes 
4 - Fazendo publicidade ou campanha publicitária
5 - Preparando-se para ensinar
6 - Fogueando-se para perder o temor que não nos deixa fazer
7 - Fazendo introduções nas salas 
8 - Ditando conferências
9 - Abrindo salas para entregar o Conhecimento
10 - Preparando pessoal para que continuem ensinando
11 - Fogueando a todo o pessoal que se prepara
12 - Motivando as pessoas para que iniciem a prática dos três fatores
13 - Dirigindo os grupos que estão organizados
14 - Despertando para poder orientá-los

Quando comprovamos a força que se recebe ao entregar este conhecimento começaremos a formar um grupo que nos permita adquirir um Centro de Gravidade no Trabalho Esotérico Gnóstico.


voltar atrás

Inicio   I   3 Fatores   I   Conferências   I   Salas de conferências   I   Biblioteca   I   Estudos   I   Links

Resolução mínima 800x600 - Copyright © 2008 e-mail: conhecimentodesimesmo@gmail.com